botão fale conosco

NUTRIÇÃO

 Nutrição infantil: exemplo vem de casa

A nutrição infantil cada vez mais é um assunto que chama a atenção dos pais, já que com a obesidade entre as crianças crescendo aceleradamente e os produtos industrializados fazendo parte do cardápio diário das famílias, a dúvida do que oferecer às crianças se torna emblemática. 

A exemplo do sódio, do açúcar e da gordura, que na época de nossos pais aumentaram dentro do consumo diário, os nutrientes e as vitaminas saudáveis, em contrapartida, diminuiu. Por isso, hoje em dia é importante prestar atenção na alimentação correta das crianças.

Com hábitos alimentares inadequados e o sedentarismo, precisamos nos atentar ao que está sendo ingerido pelos pais, uma vez que o bom exemplo deve começar dentro de casa. Ou seja, criar uma rotina mais saudável é cada vez mais importante. O correto é preparar o alimento junto com as crianças, ensinando-os de forma lúdica a terem uma alimentação balanceada. Sair para comer um hambúrguer não tem problema, mas não pode ser uma rotina.

Bolachas, salgadinhos e sucos de caixinha não são recomendados para colocar na lancheira das crianças. Os dois primeiros são ricos em calorias, gorduras saturadas e sódio. O suco de caixinha pode ser usado, mas poucas vezes, pois o nível de açúcar é três vezes maior do que o do suco natural. A hipertensão infantil não é causada somente por doenças renais ou congênitas. A alimentação também pode ser a causa desse problema.

O sódio é o vilão da vez, presente em bolachas, salgadinhos, sal de cozinha, fermento industrial etc. Em quantidades normais, o sódio ajuda no equilíbrio hídrico do organismo. Porém, em quantidades altas, o sódio não é totalmente eliminado pelos rins e auxilia na retenção de líquidos, aumentando a pressão arterial e causando vários males.

Até os seis meses, o bebê deve ser alimentado exclusivamente com leite materno. A partir dessa idade, a introdução de novos alimentos é gradativa, começando pelos mais macios até a criança poder consumir a mesma comida do restante da família, o que acontece normalmente com um ano de idade. É importante destacar que após um ano deve-se incentivar os pequenos a mastigarem bem a comida, para desenvolver a musculatura do maxilar. 

Um bom estímulo para uma correta nutrição infantil é colocar a comida ou o lanche na mesa e servir ao filho alimentos de várias cores e de diferentes grupos alimentares. Os pais ainda podem fazer pratos com “carinhas de bichos” com os alimentos, o que ajuda na introdução do consumo de verduras e frutas saudáveis.